EROS IMPURO (2011)

  • Texto e direção:

    Jones Schneider

  • Artista-criador:

    Jones Schneider

  • Blog de registro:

    http://erosimpuro.blogspot.com/

  • Banda:

    Guilherme Gê (teclado), André Togni (bateria), Zé Krishna (guitarra)

  • Teaser:

    https://www.youtube.com/watch?v=WbNUqFaFYqU

  • Na rede:


  • Editais contemplados:
  • Festivais:


  • Prêmios e indicações:

    Melhor dramaturgia para Sérgio Maggio nos Melhores do Ano do Portal R7 referente à temporada da peça no Teatro Pequeno Ato, em São Paulo, 2013.

    Espetáculo recomendado pelo Veja SP entre os cinco melhores da temporada em cartaz em SP

Descrição do evento

Monólogo que discute o delicado tema de abuso sexual contra crianças e adolescentes. Estreou em Brasília em abril de 2011 e já circulou por 17 capitais brasileiras. Foi visto mais de 15 mil espectadores.

Criticas em destaque

“Militante de um mundo onde sexo seja belo e não sanha animalesca geradora de traumas, Eros Impuro é um grito de arte que responde ao ato ignóbil do abuso sexual que marca para todo o sempre. E o grito é bem alto, para ninguém fingir que não ouviu”.

“A surpreendente delicadeza com que o tema do abuso infantil é levado à cena minimiza o peso, mas jamais esvazia a mensagem final. Para isso, mostra-se fundamental, além da interpretação de Jones Abreu (Schneider), a dramaturgia repleta de sutilezas e absolutamente imparcial. Em nenhum momento, a direção propõe um julgamento sobre os atos do protagonista. Pelo contrário. Coloca no palco uma história verossímil e passível de levantar debates sobre a violência”.

Copyright ©2018 Criaturas Alaranjadas. Todos os direitos reservados